sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Loca Magia...

Uma vitória de respeito! Pra mostrar que o Botafogo não está para brincadeira e vai brigar pelo título. O Glorioso, forte no Engenhão, enfim conseguiu vencer longe do Rio de Janeiro. Agora 3º colocado, pode chegar ao topo no fim de semana. E com um jogo a menos. O Fogão, contudo, esteve longe de ser aquele time que parte pra cima e toma a iniciativa do jogo quando atua em casa. Pelo contrário. Na etapa inicial, foram 11 chutes ao gol de Jéfferson, enquanto o alvinegro finalizou apenas uma à meta de Victor. No entanto, a mistura de sorte e competência deu resultados no segundo tempo. A minha crítica quanto às alterações de Caio Jr. contra o Flamengo se transformam em elogios desta vez. O treinador acertou a equipe no intervalo, ao promover as entradas de Alessandro e Felipe Menezes nas vagas de Lucas e Herrera. Com a mudança na lateral, o Botafogo conseguiu bloquear a jogada forte do Grêmio, com Julio Cesar e Douglas pela esquerda. Com Felipe no meio, Elkeson passou a ocupar o lado direito e Maicosuel o esquerdo. Com isso, a bagunça no meio-campo foi organizada e o Bota equilibrou as ações. No talento de Maicosuel – uma das melhores figuras em campo - e faro de artilheiro de Loco Abreu, o time da Estrela Solitária achou o gol e foi competente para segurar o resultado. Aliás, Jéfferson mostrou porque é goleiro de Seleção...a defesa no chute de Douglas, que quase o pegou no contrapé foi brincadeira! Bem postado, apesar de alguns clarões no meio-campo, o alvinegro segurou as pontas e os pontas gaúchos, saindo do Olímpico com três pontos. Na última vez em que isso aconteceu, no ano de 1995, o Botafogo foi campeão brasileiro. Pode ser coincidência...mas se tratando de Botafogo, que ninguém duvide desta Loca Magia...

Vasco 1x1 Atlético-GO: Sim...o Vasco somou mais um ponto e se isolou na liderança, um ponto à frente do São Paulo. Mas não dá pra considerar o empate contra o Atletico-GO, em São Januário, um bom resultado. E o alerta havia sido dado...o Dragão, até então, tinha 70% de aproveitamento desde que Helio dos Anjos assumiu. Em nove jogos, o time de Goiás havia perdido apenas um e vencido cinco. Eficiência comprovada ao abrir o placar, quando o Vasco era melhor. No entanto, o gol de Diego Souza tranquilizou os quase 20 mil presentes na Colina. E pelo lado direito, em jogada de Fagner, principal opção ofensiva da equipe de Cristóvão Borges. Mas se engana quem pensa em domínio do Gigante após o empate. O segundo tempo foi lá e cá! Fernando Prass fez, pelo menos, seis defesas difíceis. No fim das contas, um resultado justo. Nem tão bom assim para o Vasco. Mas nem tão ruim.

Atlético-MG 1x1 Flamengo: Nada resolvido! O empate na Arena do Jacaré mantém o Atlético-MG na zona de rebaixamento e aumenta o jejum do Flamengo para dez jogos sem vitórias. Foi daqueles jogos em que os dois times querem vencer, mas têm medo de perder. O peso de vencer e perder é dobrado quando a pressão é grande. Por isso, um jogo truncado. O Galo saiu na frente com gol de falta. E o Flamengo acordou quando Ronaldinho Gaúcho passou a jogar. O camisa 10 fez o tento de empate e presenteou a todos que assistiam à partida com passes geniais. Num deles, o Mengão poderia ter alcançado a vitória, como no cruzamento para Leo Moura defendido brilhantemente por Renan Ribeiro. Mas a “Ronaldinho-dependência é perigosa. Muito pouco pra quem ainda sonha ser campeão brasileiro. Na próxima rodada, contra o América-MG, o Fla não terá o Gaúcho, suspenso. E agora, Luxemburgo?

Fluminense 3x1 Avaí: Dever de casa feito e vaga no G-5 assegurada. O Fluminense venceu o Avaí e voltou a mostrar organização tática, disposição e empenho. Abriu o placar com Fred rapidamente e levou um susto com semelhante rapidez, três minutos depois, quando o time visitante empatou. Passou à frente com Fred novamente. Gol irregular, é verdade. Mas que premiou a equipe que mais buscava o ataque. Ironicamente, a vantagem fez o Flu se acomodar e o Avaí incomodar. No entanto, dois personagens roubaram a cena na etapa final. O argentino Martinuccio marcou o primeiro tento com a camisa tricolor. E o passe foi de Deco, retornando após 13 rodadas afastado por lesão. O luso-brasileiro mostrou que pode ser útil a Abel Braga. E que realmente seja. Deco é ótimo jogador e pessoa de muito caráter. O Fluminense sobe...e no momento decisivo do campeonato.

Um pouco mais: E as convocações de Mano Menezes para o superclássico e amistoso contra Costa Rica e México foram anunciadas. Para enfrentar a Argentina, algumas justas lembranças como o meia Elkeson. Borges e Diego Souza vão no embalo do bom momento de suas equipes. Agora...Ralf e Paulinho...bem, deixa pra lá. Para os amistosos, Elias (Ai!), Jonas (Ui!) e Kleber, do Porto. Quem? Pois é! Sem comentários...

Nenhum comentário:

Postar um comentário